domingo, 31 de março de 2013

ANIVERSÁRIO DA DESENCARNAÇÃO DE KARDEC: COMO COMEMORAR?



Alexandre Fontes da FonsecaBauru – SPa.f.fonseca@bol.com.br

Aos 31 de Março 1869, Allan Kardec retornou à pátria espiritual em decorrência da ruptura de um aneurisma. Contando a partir do momento em que ouviu falar das mesas girantes, foram 15 anos de dedicação ininterrupta à pesquisa e codificação da Doutrina Espírita. Os benefícios do Espiritismo nos fazem lembrar, a todo momento, do esforço de Kardec e, neste mês em que completa-se 144 anos de sua desencarnação, nos perguntamos qual melhor maneira de honrar esta data. Para isso, extraímos de Kardec (Revista Espírita – Junho de 1869), as seguintes palavras:

“Há entre todos os homens do mundo moderno um costume digno de elogio, (...). Quero vos falar dos ANIVERSÁRIOS e dos CENTENÁRIOS! (…) Uma data célebre na História da Humanidade, seja por uma conquista gloriosa do espírito humano, seja pelo NASCIMENTO ou MORTE de benfeitores ilustres, (…), vem cada ano lembrar a todos, que somente os que trabalham para melhorar a sorte de seus irmãos têm direito a todo o respeito e a toda veneração. (…). Isso é bom e é digno, MAS SERÁ SUFICIENTE? (...) a admiração, o respeito, a simpatia comovem o teu coração, animam o teu espírito, excitam a tua coragem, MAS É NECESSÁRIO AINDA MAIS. (...) é necessário que eles reconheçam DISCÍPULOS e ÊMULOS* entre os que fazem reviver o seu passado. Lembrai-vos: a lembrança do coração é o selo dos Espíritos progressistas, chamados ao batismo da regeneração! Mas PROVAI COMPREENDER o devotamento de vossos heróis prediletos, AGINDO COMO ELES, (…).” (Grifos em maiúsculas, nossos).

Essas palavras nos chamam a atenção sobre a melhor maneira de lembrarmos da data de desencarnação de Allan Kardec! Não é suficiente elogiar, recordar, honrar com nossa presença os eventos comemorativos! Não é suficiente a admiração, o respeito, a simpatia pelo Espiritismo e por Allan Kardec! Como Kardec disse: “É NECESSÁRIO AINDA MAIS”!! É necessário que nos tornemos DISCÍPULOS e ÊMULOS do mestre de Lion!

O que é ser um DISCÍPULO? Ser discípulo é procurar estudar, refletir e vivenciar os ensinamentos do mestre, afim de conseguirmos AGIR COMO ELES. No caso, o mestre é Kardec e a forma de agir é ensinada pela Doutrina Espírita.

O que é ser um ÊMULO? Êmular significa igualar ou superar alguém (Minidicionário Aurélio). Isso, então, significa tornarmo-nos tão cristãos e estudiosos quanto o próprio Kardec. Ser um êmulo é, através do esforço próprio, nos igualarmos a ele e a todos os bons Espíritos para darmos prosseguimento à tarefa de regeneração da Humanidade através da maior das vitórias em nossa vida que é aquela sobre nós mesmos.

Percebem a grandeza e a humildade de Kardec? Kardec não se satisfaz em ser o Codificador, eternamente em posição de destaque, mas deseja sinceramente que nós cresçamos até ele e até os bons Espíritos, para que o progresso seja de todos! Não é isso, afinal, que Jesus espera de nós?

Jornal Momento Espírita 39, Março, pag. 7 (2013)

http://www.aeradoespirito.net/ArtigosAF/ANIV_D_DESENC_D_KARDEC-C_COMEMOR


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sejam bem vindos e façam seus comentários!

PÁGINAS MAIS VISITADAS

Seguidores do google